Blog - Nutrição

Carboidrato e Peso Corporal

De fato, uma das maneiras mais rápidas de perder peso é cortando o carboidrato da dieta... mas será que isso significa emagrecimento?

A glicose é a forma mais simples e mais utilizada de carboidrato pelo nosso organismo e, assim como ocorre com a gordura, nosso organismo também possui a capacidade de estocar glicose, principalmente no músculo e no fígado, na forma de uma molécula complexa chamada glicogênio (formado por diversas unidades de glicose). 

No entanto o glicogênio não é uma forma de estoque tão eficiente quanto a gordura. Enquanto a gordura é estocada de forma praticamente ilimitada pelo organismo, os estoques de glicogênio são bem limitados. Um dos aspectos limitantes é a própria barreira física, pois para cada 1,0g de glicogênio estocado, o corpo acumula junto 2,7g de água.

Agora vamos fazer um cálculo: Um adulto sadio que pese aproximadamente 70kg possui, em média, 600gramas de glicogênio no corpo. Isso significa que ele possui cerca de 1,6kg de água no corpo associados ao glicogênio. 

Quando a pessoa corta radicalmente as fontes de carboidrato da alimentação (Dieta Atkins ou Dukan, as famosas dietas da proteína) o corpo passa a utilizar suas reservas de glicogênio e, com isso, a pessoa perde não apenas o peso do glicogênio utilizado para a produção de energia, mas também da água que estava associada a ele. Deste modo, em poucos dias a pessoa consegue perder 2 quilos na balança e fica feliz da vida. Mas agora reflita, sendo o glicogênio e a água componentes da nossa massa magra, você acha que isso significa que essa pessoa emagreceu 2 quilos? A verdade é quase o contrário: como ela perdeu massa magra poderíamos até dizer que ela agora está mais gorda.

Além disso, depois dessa retirada brusca de carboidratos, quando a pessoa volta a consumí-los, percebe seu peso aumentando rapidamente. Muitos acham que isso é o sinal conclusivo de que o carboidrato é um vilão, mas esse ganho inicial nada mais é do que a reposição do glicogênio muscular.

Logo, cortar carboidratos faz com que a pessoa perca peso rapidamente, mas não necessariamente emagreça. Cronicamente, com o déficit calórico ocasionado pelo corte de carboidratos, a pessoa também passa a perder gordura e a emagrecer, mas a queda inicial rápida de peso corporal está longe de significar emagrecimento (lembra da diferença entre perder peso e emagrecer?).

Um grande risco dessa dieta é que quando a pessoa restringe drasticamente algo por um período e volta a consumir, aumentam as chances de um episódio de grande exagero ou compulsão. Além disso, lembre-se que os resultados conseguidos só serão mantidos se os novo hábitos também forem. Então, antes de começar uma dieta dessas, pense sobre seus objetivos e, acima de tudo, se conseguirá manter essa nova dieta para sempre.

Até a próxima!

 

Desire Coelho - Blog Ciência Informa

www.cienciainforma





Olá, meu nome é Desire Coelho e sou formada em Nutrição e em Esporte.

Meu grande desafio é ajudar as pessoas a entenderem um pouco mais sobre os dois relacionamentos mais duradouros que temos em nossas vidas: com a comida e com o nosso corpo.

A área da nutrição vem passando por um momento muito delicado, repleto de mitos e extremismos que têm gerado uma grande histeria nas pessoas que buscam uma vida mais saudável.

Minha proposta é partilhar os conhecimentos adquiridos em minha experiência clínica e acadêmica com os profissionais da área e o público em geral: sem mitos, sem terrorismo, mas com consciência e, principalmente, ciência!

Sejam bem-vindos ao meu site!

Livro A Dieta Ideal Desire Coelho - Marcio Atalla

Receba a Newsletter